O Poder do Perdão! Apesar dos benefícios, nem sempre o perdão é o caminho escolhido. Aprenda a lidar com essa situação

12/02/2019

Oláa queridos!! 

 

Nesta semana participei de uma matéria sobre perdão, publicada pela revista Viver em Harmonia, da Editora Astral!

Eu e mais três profissionais da área da ciência mental, emitimos nossas opiniões a respeito do Perdão e como aplicar em nossas vidas, principalmente, quando parece impossível exercer esse tão grandioso ato, que faz parte das Leis da Cocriação. A libertação maior do nosso ser, vêm da capacidade de perdoar.

 

Deixo abaixo a matéria na íntegra para que vocês possam acompanhar e se quiserem ver o restante da abordagem que a revista Viver em Harmonia fez sobre Perdão, está nas bancas.

 

Um Beijo de Luz

 

Elainne Ourives

 

QUANDO NÃO É POSSÍVEL

Texto e entrevistas por Érika Alfaro

 

Você já ouviu falar que, na teoria, a prática é outra?

Nas páginas anteriores, diversas perspectivas demonstraram que o perdão é um caminho de positividade: faz bem para a mente e o corpo, livra de sentimentos ruins e contribui para o desenvolvimento da empatia e a aceitação da imperfeição humana, o que torna todas as relações mais equilibradas e duradouras. No entanto, quando um evento acontece, a história pode ser outra para quem o vivencia. Mesmo ciente das informações fornecidas (a teoria), a ressignificação do episódio pode não acontecer e o perdão não ocorrer na prática. Por isso, o que fazer em casos em que essa absolvição não é uma realidade? Como lidar com a bagagem emocional que fica?

 

PRIMEIROS PASSOS

 

Ao ser magoado, traído ou passar por uma decepção que muda aquilo que você sentia ou pensava de uma pessoa, o ideal não é fingir que está tudo bem ou ignorar a raiva ou rancor, muitos menos perdoar “da boca para fora”. “Se, por algum motivo, não foi possível perdoar, é melhor admitir para si que a hora ainda não chegou, aguardar o momento em que se sinta preparado ou procurar formas que auxiliem esse processo.

 

Dessa maneira, futuramente, poderá assimilar melhor os acontecimentos e, de fato, superar a circunstância de uma vez por todas”, afirma Elainne Ourives, ativista quântica e especialista em treinamento mental. Após reconhecer que o perdão não foi completo, é fundamental que um exercício de autoconhecimento seja feito. Analise quais sensações aquele indivíduo responsável pelo deslize desperta em você, sejam boas ou ruins, se será necessário se afastar ou o encarar essa relação para que, com o tempo, os sentimentos se tranquilizem.

 

Para Elainne, é difícil conviver com alguém que tenha te magoado. “Mesmo nos casos em que a pessoa é perdoada, não devemos nos sujeitar a situações nas quais continuaremos feridos. É possível perdoar e, ainda assim, manter a distância necessária para um relacionamento. Em casos de agressões graves, o limite pode envolver nenhum contato. Você não precisa voltar a manter contato com quem lhe feriu para perdoá-lo. A partir do perdão, simplesmente a presença desta pessoa não fará mais diferença, não vai machucar”, pontua.

 

Treinamento Gratuito Ho'oponopono

 

ENTENDA OS MOTIVOS

 

Depois de identificar as emoções presentes com relação ao episódio de frustração e também à pessoa que o protagonizou, busque fazer uma avaliação sobre a razão pela qual não foi possível perdoá-la e deixar para trás o ressentimento. Ao reconhecer a origem de suas reações, será mais simples trabalhá-las. Um dos cenários capazes de complicar a atitude de absolvição se revela quando o outro não admite o mal que causou ou o próprio erro. “Muitas vezes, o orgulho está na base do não perdão àquele que não se arrepende. Esse sentimento acaba sobrepujando a capacidade de amar e o reconhecimento de que todos são falhos”, pondera a psicóloga Fabiane Daniela Barboni.

 

O médico e psicólogo Roberto Debski acrescenta que, nesses casos, é hora de fazer uma reavaliação. “Quando o outro não consegue ou não sabe agir de maneira saudável reconhecendo seu erro e o reparando, por vezes precisamos entender que a relação precisa terminar porque a outra parte quer manter uma maneira disfuncional de se relacionar, que não nos cabe mais aceitar”, explica o profissional. Busque ajuda Um dos maiores malefícios de não perdoar é manter as “feridas abertas” e o sofrimento causado por elas.

 

Se não por meio do perdão, é importante procurar auxílio de outros meios para que os sentimentos negativos não afetem sua vida de forma decisiva. “Para lidar com a ‘bagagem emocional’, recomendo que a pessoa busque entender o outro lado, colocando-se no lugar de quem a magoou. Assim fica mais fácil compreender o que realmente aconteceu e aceitar que, às vezes, a fase ruim é necessária para nos trazer novos ensinamentos e descobrir quem realmente são as pessoas que queremos ter ao nosso lado”, avalia Elainne Ouvires.

 

 

“Se, por algum motivo, não foi possível perdoar, é melhor admitir para si mesmo que a hora ainda não chegou, aguardar o momento em que se sinta preparado ou procurar formas que auxiliem esse processo” Elainne Ourives, ativista quântica e especialista em treinamento mental.

 

 

Além disso, as psicoterapias são caminhos válidos para os passos de autoconhecimento, avaliação das razões que resultam na dificuldade de perdoar, desenvolvimento da empatia e, por fim, na etapa da descoberta de estratégias para lidar com os sentimentos que ficam (saiba mais na página 30). Com a assistência de um profissional, como psicólogo ou psiquiatra, até mesmo o perdão pode se tornar uma realidade. “Quando uma pessoa perdoa a outra, ela não apaga as cicatrizes ou marcas que ficaram, mas ela se dispõe, conscientemente, a não permitir mais que elas sangrem ou doam a ponto de atravancar sua vida”, finaliza Fabiane.

 

Holo Cocriação de Objetivos, Sonhos e Metas

7º Temporada - Lista de Espera

 

Elainne Ourives
Ativista Quântica. Treinadora Mental e Reprogramadora Vibracional
Criadora da Técnica Hertz - Reprogramação da Frequência Vibracional®
DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS

Please reload

Posts Em Destaque

VOCÊ SABE DETECTAR QUAIS OS SINTOMAS DAS SUAS EMOÇÕES?

1/10
Please reload

  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle