Porque sua mente ACREDITA em coisas que te impedem de ser quem você verdadeiramente quer?

10/01/2018

Com certeza você já se fez essa pergunta um milhão de vezes!

Listando os vários motivos do tipo: ser uma pessoa tão legal, que se esforça tanto e blá blá blá..............mesmo assim nada dá certo pra mim!

Acertei né????????

Pois é!!!! Eu acredito que tenho a resposta para sua pergunta. E não é uma resposta filosófica, nem uma teoria mirabolante de psicanálise e análise comportamental.

É puramente matemática! Lógica e exata!

Você tem sonhos, certo?

O que existe dentro de você?  O que você mais sente? Fala? Ouve? Do que seu coração e sua mente estão cheios??

Tristeza, Raiva, inveja, fofoca, reclamação, vitimização? Qual seu foco? Onde está seu olhar no momento que acorda até a hora que vai dormir? Na ausência das coisas que você gostaria de ter e não tem, ou naquilo que de melhor você possui para fazer a diferença hoje?

Tudo em nossa vida é uma questão de foco. Olharmos para aquilo que verdadeiramente importa e faz a diferença. As escolhas estão todas a sua disposição. É somente questão de ajuste.

E se tudo aquilo que você já tem hoje, simplesmente sumisse? Seu carro, sua casa, seu trabalho, seus amigos....se tudo ficasse pior, aquilo que você possui passa ter valor ou importância?

 

Muitas vezes, na maioria eu diria, estamos condicionados a viver em uma realidade "aprendida". Deixamos nosso inconsciente pilotar nossa vida, baseado em nossas crenças, nossa educação na infância, nossas experiências frustradas, nossos traumas e decepções. Então passamos a olhar o mundo com olhos amargurados, tristes, cheios de raiva, de inveja do outro, de culpa, de vitimização. E é exatamente mais disso que acabamos atraindo de volta. Mais daquilo que desprezamos, mais daquilo que tememos, mais daquilo que mais abominamos. 

 

Quando eu disse que era matemático e não era análise comportamental, foi por isso. Porque, matematicamente falando, não há forma alguma de atrairmos para nós nada diferente daquilo que estamos cheios, daquilo que emanamos, que vibramos, sentimos e falamos todos os dias, gerando mais e mais emoções e sentimentos iguais de baixa frequência.

 

Para neurociência e a física quântica, nossas emoções, nossos sentimentos, possuem uma frequência vibracional medida em Hertz, assim como uma frequência de rádio. Porque somos energia, nossos pensamentos geram sentimentos, e então emanam uma frequência em Hertz, ao identificarmos aquilo que sentimos, podemos concluir aquilo que vamos receber de volta.  Compreende agora porque nada dá certo para você? Simplesmente porque sua mente acredita em coisas que estão te impedindo de ser quem você verdadeiramente quer ser, quem verdadeiramente você é!

 

David R. Hawkins (1927-2012) foi um dos pioneiros a realizar pesquisas e estudos nessa área. A medição e a determinação matemática de níveis de consciência dos seres humanos é um importante feito do médico psiquiatra americano, trazido ao público em grande parte no livro “Poder contra Força: Uma Anatomia da Consciência – Os Determinantes ocultos do comportamento humano” (Power vs Force: The Hidden Determinantes of Human Behaviour), de 1995.

 

Hawkins realizou várias pesquisas usando a Cinesiologia e relacionou os níveis de consciência em estratificações que contém algumas semelhanças com, por exemplo, as estruturas dos chacras do Yoga e dos latiaf do Sufismo (ou de outras escolas espirituais e abordagens psico-espirituais). Começou sua prática de psiquiatria em 1952, e então descobriu o poder da Cinesiologia, a ciência que obtém respostas diretamente da mente subconsciente de uma pessoa através de um teste muscular. O objetivo da pesquisa foi avaliar tudo de forma prática. Saber a diferença entre o poder e a força. Saber exatamente de onde vem o poder. Hawkins, quis mostrar com sua pesquisa, as fontes intrínsecas de poder e como funcionam.  

 

Qual é a razão para a sua grande força? Por que é que força finalmente sucumbe ao poder?

O poder é o conceito de que todos os homens são iguais perante a divindade da criação, e os direitos humanos são intrínsecos à criação humana e, portanto, são inalienáveis. Curiosamente este conceito tornou-se a fonte de energia de Mahatma Gandhi.

 

Quando examinamos, vemos que o poder vem do significado. Tem a ver com a razão, e tem a ver com princípios. O poder está sempre associado com o que apoia o sentido da própria vida. Apela para parte da natureza humana que chamamos de nobre em contraste, força apela para o que chamamos de grosseiro. Os recursos de energia para ele (o poder) constrói o que dignifica e enobrece. A força deve ser sempre justificadas, enquanto o poder não requer justificação. A força é associada com parcial, o poder com o todo."

Enquanto o Poder coopera com a vida, é livre de ódio, ressentimento, raiva, orgulho, a Força coopera com a destruição (preso a ódio, raiva, orgulho). A Força tenta conseguir algo exterior, justamente de uma maneira forçada. O Poder está relacionado à harmonia social.

 

Em trecho extraído do livro “Power vs. Force”, ainda sem tradução para o Português, Hawkins faz relações entre supostos níveis de consciência e seus efeitos: “Embora apenas 15% de toda a população do mundo esteja acima do nível crítico 200 de consciência, a força coletiva desses 15% tem o peso para contrabalancear a negatividade dos 85% restantes da população mundial. Devido ao fato da escala de força avançar logaritmicamente, um simples Avatar em um nível de consciência de 1.000 pode, na verdade, contrabalancear totalmente a negatividade coletiva de toda a humanidade.”

 

Um indivíduo que vive e vibra na energia do otimismo e da disposição de não julgar os outros (nível 300) irá contrabalancear a negatividade de 90 mil pessoas que estão calibradas nos níveis mais baixos de força. Um indivíduo que vive e vibra na energia do puro amor por toda a vida (nível 500) irá contrabalancear a negatividade de 750 mil pessoas que estão calibradas nos níveis mais baixos de força. Um indivíduo que vive e vibra na energia da iluminação, graça e paz infinita (nível 600) irá contrabalancear a negatividade de 10 milhões de pessoas que estão calibradas nos níveis mais baixos de força (aproximadamente 22 desses sábios estão vivos hoje).

 

Um indivíduo que vive e vibra na energia da graça, do espírito puro além do corpo, num mundo de não-dualidade e unidade completa (nível 700), irá contrabalancear a negatividade de 70 milhões de pessoas que estão calibradas em níveis mais baixos de forca (aproximadamente 10 desses sábios estão vivos hoje).”

Ele também montou um sistema de calibração dos níveis de consciência humana. Atribuindo os números de 1 ao infinito como uma possível escala de valores de consciência, ele logo percebeu que teria que utilizar o logaritmo dos números, em vez dos números simplesmente. Isto é porque o poder da consciência a níveis mais altos é muito vasto se comparado com o poder da consciência a níveis mais baixos.

 

Quando se utiliza um sistema logarítmico de base-dez, o número 4 não é apenas duas vezes maior que o número 2. O logaritmo de 4 é 10.000 contra o valor do logaritmo de 2 que é só 100. Um nível de consciência de 300 não é apenas duas vezes maior que o nível de 150, o nível de 300 significa 10 elevado a 300; ou seja, o número 1 com 300 zeros depois dele!

Além disso, Hawkins descobriu que o nível de consciência de 200 é um nível crítico. Uma média global de 200 ou mais é necessário para sustentar a vida neste planeta sem que ele afunde em uma eventual autodestruição.

 

Desde meados dos anos 80, ele informa que a média global da humanidade na sua escala, subiu um pouco acima do nível 200 crítico. Isto, é claro, representa outra descoberta que confirma a existência de uma mudança em curso no nosso nível de consciência.

Ele começou então a cogitar sobre quantas pessoas de mais alto nível de consciência estariam compensando as pessoas que vivem abaixo do nível crítico de 200. Por exemplo, considere que 800 milhões de pessoas no mundo têm fome, com muitas delas vivendo num nível próximo da miséria total. A consciência num estado de desespero atinge apenas um nível de 50 na escala. Até mesmo a raiva e o ódio atingem um nível mais alto de frequência que a depressão profunda experimentada por aqueles que vivem sem perspectivas de esperança.

 

Portanto, aqui estamos, no planeta Terra, uma humanidade coletiva, nadando duramente através da vida para tentar manter o nosso queixo coletivo acima do nível crítico de 200, trabalhando pelo dia em que a fome e o desespero serão erradicadas de uma vez por todas do nosso mundo. Conforme elevamos o nosso nível de consciência, contribuímos cada vez mais para a qualidade espiritual da mente global. Portanto, o nosso maior serviço à humanidade é, o desenvolvimento da nossa própria consciência.

 

Um indivíduo com um nível mais alto de consciência compensa o peso de muitos, muitos indivíduos que estão abaixo do nível crítico de 200. Abaixo do nível 200 estão os campos de atração da vergonha, culpa, apatia, aflição, medo, desejo, raiva e orgulho. Bem no nível 200 crítico vem a coragem e a sua habilidade para fortalecer o ego, para retirá-lo da condição de vítima inerente às mais baixas frequências.

 

A um nível de 300, uma pessoa elevou-se acima de muitas emoções de conflito para alcançar um certo estado de não-julgamento e sentir otimismo. Ao nível de 300, uma pessoa, dentro da mente global, compensa o peso de um total incrível de 90.000 pessoas que estão abaixo do nível 200. Tal é o poder de estados mais altos de consciência. A um nível de 400, o indivíduo alcança uma atitude um pouco mais harmoniosa que traz aceitação e perdão. Além disso, ele ganha um raciocínio mais aperfeiçoado que traz compreensão e significado para a vida. Este não é um nível difícil de alcançar. Por exemplo, a perseguição do objetivo de um ensino superior e de uma profissão funciona ao nível 400, onde uma pessoa compensa o incrível peso de umas 400.000 pessoas que estão abaixo do nível 200.

 

Para alcançar o nível de 500, uma pessoa precisa de estar espiritualmente consciente. A este nível, o amor incondicional e o perdão incondicional ficam mais vivos e bem mais encaixados na nossa realidade. Aqui, uma pessoa contrabalança 750.000 pessoas que são abaixo do nível 200. Quando uma pessoa praticou meditação longa e diligentemente o suficiente para atingir consciência de felicidade ao nível 600, ela está, naquele momento, contrabalançando 10 milhões de pessoas abaixo do nível 200.

 

Nível de consciência é o estado em que o ser humano toma suas decisões diferente de emoções que são passageiras. Todos nós passamos por esses estados durante situações diferentes. Todos os dias. Em determinadas situações nos comportamos de maneiras diferentes. Conforme o nível do ser humano, há níveis onde toma MAIS decisões na sua vida, tem um determinado comportamento, o que revela o seu verdadeiro nível de consciência NO MOMENTO.

 

Dr. David Hawkins, identifica três níveis de consciência: consciência do medo, consciência moral-ética e consciência espiritual. Por esses três níveis passam os sentimentos de vergonha, culpa, apatia, tristeza, medo, desejo, raiva, orgulho, coragem, confiança, neutralidade, vontade, aceitação, compaixão, prazer, razão, amor, alegria, paz, iluminação espiritual. Especificamente no nível de consciência espiritual onde atingimos intimidade com Deus, e o que Ele quer que façamos.

 

Baixe gratuitamente, dois e-books MARAVILHOSOS, que explicam sobre Frequência Vibracional e Ativismo Quântico. "Uma Breve Introdução ao Ativismo Quântico", de Amit Goswami e "Nossos Sonhos são feitos de Energia Quântica", meu mais novo e-book. 

 

Vamos ver agora, uma a uma, as vibrações da escala de consciência vibracional do Dr. David.

 

 1. Vergonha

Quem já sentiu desacreditado?

Com vergonha de si mesmo?

Quem já desejou morrer?

Sentiu-se não merecedor da vida?

Esse é o menor estágio de vibração que o ser humano é capaz de emanar. Aqui, acidentes evitáveis são comuns.  O nível de vergonha é perigosamente próximo a morte. A pessoa não interage com outros seres humanos, acaba por não ter experiências e dificultando o seu aprendizado. Em um nível mais sútil, a vergonha se caracteriza na timidez.

A vibração de 20Hz, faz o ser humano desejar ser invisível, é completamente destrutiva e nociva para com a saúde emocional.  Pessoas no primeiro nível da escala de vibração são propensas a tornarem-se cruéis, assassinos em série, e a psicopatia.

 

2. Culpa

É uma vibração utilizada para manipular e punir.  A vibração de culpa é mais alta que a da vergonha, porque alguém que sente culpa, tem alguma ação diante do que lhe acontece. Quem tem vergonha, não.

 

Pessoas que fazem papel de vítima, o remorso, a auto recriminação e o masoquismo são sintomas de quem vibra na culpa. Vive de recordações do passado e sente-se mal por isso. Há uma relação com religião e o pecado, pois geralmente, as pessoas que vibram aqui, sentem-se pecadoras, recriminam-se, podendo projetar a culpa tanto em si, quanto no outro.

 

 

3. Apatia

Aqui tudo é sombrio, o futuro e o mundo. Pobreza, desespero e total falta de esperança são características de quem vibra a 50Hz.

As pessoas nessa vibração são carentes de muitas formas, além da escassez de recursos, também tem pouquíssima ou nenhuma energia para usufruir dos recursos que se apresentam. As pessoas nesse nível da escala encontram-se paralisadas diante das circunstâncias da vida.

 

A vontade de viver aqui já não existe. Pessoas apáticas são tidas como fardos para quem convive com eles.  São problemas sociais hoje como os sem teto e idosos abandonados, pode-se dizer que quem encontra-se nessa vibração, desistiu de viver, tem dificuldades inclusive para alimentar-se.

 

 

4. Dor/Sofrimento

Quem passou a sofrer, não está mais apático. Subiu na escala vibracional.

 

Pessoas que sofrem com perdas, estão nessa vibração.  Aqui a tristeza impera. É um nível onde encontra-se quem está sofrendo com o luto e quem aceita ser um fracassado.

 

Muitos de nós passamos por momentos de tristeza profunda pelo luto, porém a saída desse padrão vibracional acontece.  Quando alguém que estava no nível anterior ao da dor, na apatia por exemplo, começa chorar, sabemos que ele está subindo na escala vibracional, saindo da apatia e passando para dor e ou sofrimento.

 

 

5. Medo

Precisamos entender que, receio do perigo é absolutamente saudável, o medo muitas vezes é motivador da vida. Medo da velhice, medo da morte e outros medos sociais.

 

Porém o medo que causa imobilidade, fobia, paranoia, acaba por aprisionar quem o sente.  O medo nessas formas de expressão acaba por assumir qualquer forma, inibindo, impedindo ou limitando o crescimento profissional.  O medo pode ser desde a segurança em geral até um nível de medo da rejeição da sociedade. O medo do término de uma relação por exemplo, pode levar a inveja e a um nível de stress enorme. O medo nada mais é que uma crença interna.

 

 

6. Desejo

O Desejo é um nível onde começa circular aumento maior de energia, posto que motiva muitas áreas da vida. O desejo nos move a esforçar-nos a seguir adiante para conquistarmos metas, objetivos. O desejo ocorre, quando começamos vibrar acima do medo. Quando vencemos nossas limitações, nossos temores e passamos a desejar e buscar algo. A pessoa no nível do desejo só possui ambições na vida. Vive pelos vícios, desejo, luxúria e consumismo. Ela nunca está satisfeita, quer sempre mais. Há de se ter cuidado, pois o desejo pode tornar-se mais importante do que sua vida. Pessoas tornam-se viciadas no desejo, tornam-se gananciosas, insaciáveis.

O desejo está acima de vibrações como apatia ou tristeza, porque para que você tenha algo, você precisa antes querer algo. Quem vibra na apatia ou tristeza, não tem energia para querer nada.

Quando um desejo é saciado, a falta do outro desejo não saciado torna-se alvo.  Por isso vemos pessoas milionárias, querendo acumular mais e mais dinheiro sem medir esforços.

 

 

 

7. Raiva

A raiva como meio de levar a guerra, ao homicídio e a destruição, ainda está mais distante da morte do que as calibrações abaixo dela, que vimos até agora. O nível da raiva pode estimulá-lo a subir níveis mais elevados, como pode manter-nos presos no ódio, e o a raiva quando levada ao ódio, tem um efeito erosivo em todas as áreas da vida.

 

A raiva expressa-se na maioria das vezes como ressentimento e vingança, tornando-se volátil e perigosa.

 

 

 

8. Orgulho

O orgulho é o grau de ambição da maior parte da humanidade hoje.

As pessoas sentem-se positivas na medida que começam atingir este nível. 

 

Porém, esse nível é totalmente dependente de circunstâncias externas, como dinheiro e prestígio por exemplo. Esse estado pode levar a guerras religiosas e ao nacionalismo, racismo, fanatismo político.  É um estado de completa negação e defesa. O orgulho pode transforma-se ainda em arrogância.

As pessoas que estão em estado de negação, são pessoas orgulhosas.

 

 

9. Coragem

Todos seres testados na pesquisa de Hawkins, foram classificados como fracos abaixo desse nível de 200Hz, portanto esse nível distingue as influências negativas e positivas da vida. O indivíduo passa aqui, a olhar pra fora de si. O ego ainda existe, mas com menos força.

Esse é um nível de capacitação, onde começa ocorrer verdadeiramente a realização do poder, e não mais tanto da força.

Coragem leva o ser humano a enfrentar as intempéries da vida, a lidar com elas. Querer experimentar coisas novas. A vida não é mais opressora e sim um desafio a ser desvendado.

Pessoa que vibra em 200hz, tem condições de aprender um trabalho novo por exemplo.  Tudo aquilo que derrota as pessoas que calibram abaixo de 200Hz, aqui nessa frequência são estimulantes. Este é um nível de potência real. 

As pessoas abaixo desse nível, apenas drenam, sugam a energia da sociedade sem retribuir. A partir daqui, a mesma energia tomada é devolvida ao mundo.

 

 10. Neutralidade

A neutralidade é um nível de energia muito positiva. Aquilo que vibra abaixo da neutralidade acaba por causar certa rigidez, e tudo aquilo que é rígido demais tende a quebrar-se.

A neutralidade permite a flexibilidade sem julgamento, permite uma avaliação realista dos problemas. Inicia-se o começo da confiança interna. Quem vibra na neutralidade consegue dizer “se eu não conseguir este trabalho, conseguirei outro.” Inicia-se uma sensação de bem-estar. Pessoas que vibram aqui, são fáceis de conviver, seguras, não estão interessadas em conflito, culpa ou competição. Valorizam muito a liberdade. Aconteça o que acontecer, vão estar firmes em suas posições. Há de se ter cuidado para não acabar se tornando o nível da preguiça, as pessoas cuidam de suas necessidades aqui, porém, não esforçam-se demais.

 

11. Disposição

Este é o nível que proporciona a porta de entrada para níveis mais elevados. Aqui a energia é usada de forma mais eficaz. Podemos exemplificar que, no nível anterior, os trabalhos são executados de forma adequada, neste nível, o trabalho é bem feito e o sucesso é comum. Desenvolvem-se aqui, autodisciplina e vontade. Tudo é executado e praticamente não há reclamação de nada. Sua consciência se torna organizada e disciplinada. Aqui ninguém sente-se humilhado por determinadas tarefas ou serviços, nem mesmo por começar “por baixo”. Não há grandes bloqueios de aprendizagem e há disposição para enfrentar questões internas. A autoestima é elevada neste nível. Há simpatia e boa vontade em relação as necessidades do outro. As pessoas aqui representam uma fonte de poder considerável para sociedade.

 

 

12. Aceitação

Aqui encontramos níveis mais elevados de espírito. Aqui há capacidade de viver em harmonia com as forças da vida.

Aceitação não pode ser confundida com passividade, que é característica da apatia. Nesse estágio, nada que está lá fora, tem capacidade de fazer uma pessoa feliz. O amor aqui, é criado internamente, em cada ser que vibra nesse nível da escala. O indivíduo que vibra aqui não está interessado em determinar algo como certo ou errado.

Dedica-se a saber o que fazer com os problemas. Trabalhos difíceis não causam desconforto ou desânimo. A negação aqui é transcendida. Há mais inclusão que rejeição. Definir e alcançar metas.

 

 

 

13. Razão

Aqui, encontram-se os que estão em completa sintonia com a verdade, tem corpo mente e espírito resguardado das desilusões da vida e do sofrimento dos níveis mais baixos.

Há um estado de apreciação neste nível. Não há guerra, nem sobrevivência, nem luta. Aceita-se a realidade e a transforma através de sua experiência.  Aqui há compreensão e informação. É o nível de ganhadores de prêmio Nobel. Einsten e Freud por exemplo, assim como muitos pensadores da história, calibram aqui.

A razão acaba sendo o principal bloqueio para alcançar níveis mais elevados, a partir daqui. 4% da população do mundo transcende esse nível.

 

 

 14. Amor

Falamos aqui do amor puro, verdadeiro, incondicional, imutável e permanente. Não daquele amor de atração física a que o mundo se refere. Amor de controle, egoísmo de dependência. Amar é um estado de ser. Amar não procede da mente, amor emana do coração.

Tem a capacidade de cura, de levantar o outro pela sua pureza de motivos. A diferença deste nível e a razão por exemplo, é que a razão, trata apenas de elementos, enquanto o amor, lida com o todo.

O amor aumenta o que é positivo e centra-se na bondade da vida. É global, eleva-se acima de qualquer posição. Esse é o estado em que você realiza seu verdadeiro propósito. Suas motivações nesse nível são puras e incorruptíveis pelos desejos do ego. É aqui o estado do serviço para a humanidade. Nesse nível você também começa a ser guiado por uma força maior do que você. É um sentimento de se deixar levar. Sua intuição se torna extremamente ‘forte’. Hawkins diz que, esse nível é alcançado apenas por 1 em cada 250 pessoas, em seu tempo de vida.

 

 

15. Alegria

É um estado de felicidade penetrante e inabalável. Em outras palavras, o humor é o estado de consciência maior que o ego consegue atingir. É o nível dos santos e dos mais ‘avançados professores de espiritualidade’. Só de estar perto de pessoas nesse nível faz com que você se sinta incrível. Nesse nível a vida é totalmente guiada pela intuição e sincronicidade (as coisas começam a acontecer por relação de significado).

O amor torna-se mais e mais incondicional, então a alegria interior passa ser experimentada. Tudo é visto como uma expressão de amor e divindade. Descobre-se que quanto mais se ama, mais se pode amar. Há experiências de quase morte, que acabam por proporcionar, ou permitir frequentemente que as pessoas experimentem o nível de energia entre 540 e 600.

 

 

16. Paz

Consciência de Deus,  auto-realização, é extremamente raro.

Quando seu estado é atingido, a distinção entre indivíduo e objeto desaparece. Mestres espirituais que trabalham anonimamente para aperfeiçoamento da humanidade.

Tudo está ligado a todo resto, por uma presença cujo poder é infinito, suave mas sólida. Grandes obras de arte, calibram entre 600 e 700 e tem a característica de transportar-nos temporariamente para níveis mais elevados de consciência e são universalmente reconhecidas como inspiradoras e atemporais.

 

 

 17. Iluminação

O nível mais alto da consciência humana, onde a humanidade se confunde com a divindade. Iluminação como diziam os antigos mestres, é a união do ser com o todo. O fim do individualismo. O fim do eu e do ego. Neste nível, o sentido de sua existência transcende a todos os tempos e toda individualidade. O corpo é visto apenas como uma ferramenta de consciência através da intervenção da mente, seu valor primordial é o da comunicação. Nível da não dualidade ou da completa unicidade. A consciência está presente em toda parte. Pico da evolução da consciência do ser humano. Um nível forte de inspiração. Este nível calibra até 1000.

Grandes “avatares” como jesus, Buda, Krishna.

O homem transcendental. Extremamente raro. Só o fato de pensar sobre pessoas desse nível pode fazer com que você aumente seu nível de consciência. É aqui que acontece o estado da “Consciência Elevada” também conhecido como “Super Consciência”. Você vê o mundo como ele realmente é. Indescritível.

 

Veja aqui a indicação de livros que falam mais sobre Física Quântica e Frequência Vibracional, que foram base na minha trajetória.

 

 

Elainne Ourives

Treinadora Mental e Reprogramadora de DNA

Criadora da Técnica Hertz - Reprogramação da Frequência Vibracional

www.holococriacao.com.br

 

Please reload

Posts Em Destaque

VOCÊ SABE DETECTAR QUAIS OS SINTOMAS DAS SUAS EMOÇÕES?

1/10
Please reload

  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle